Finalização das obras de construção do Pantanal artificial de Flores de Ávila

No final do passado mês de fevereiro, foram concluídos os trabalhos de construção do Pantanal artificial na localidade de Flores de Ávila, uma das experiências-piloto do projeto Aquamundam.

Trata-se de um sistema de depuração económica, eficiente e sustentável, e capaz de fornecer benefícios em termos ambientais, o que se pretende demonstrar com a integração dos pantanais artificiais em ecossistemas fluviais de carácter temporal como é o caso do  rio Trabancos, num contexto de alterações climáticas no qual a disponibilidade de recurso agua é cada vez mais limitada.

O pantanal construído é de fluxo horizontal. Está dividido em duas linhas em paralelo, cada uma das quais com numa área aproximada de 100 m2 em cinco células independentes. Enquanto em todas as células da linha de controlo foi plantada Phragmites australis, na outra linha, além das espécies controlo, fora incluídas Iris pseudacorus, Juncus effusus, Thypha angustifolia e Carex riparia.